quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Estupor

Lembra de quando eu dizia que nunca mais havia tido uma crise de rinite alérgica? Pois bem, esses dias se acabaram! Dizem que minhas doenças tem um fundo emocional. Ok. Se for assim, meu emocional está podre, porque tudo quanto é doença me abate ultimamente. Gripe, gastrite, rinite. Infernos!!! Mais vale um tiro na testa! Não existe paracetamol, pantoprazol e loratadina que resolvam, daí apelo aos tais melatos de caralho-a-quatro para tentar parar de coçar, chorar e fungar sem parar. Advertência: Este medicamento pode afetar o comportamento de algumas pessoas, tornando-as sonolentas, com tontura e estado de alerta diminuído. Tenha certeza de como você reage a este medicamento antes de realizar atividades que possam ser perigosas se você não estiver alerta, tais como dirigir veículos ou operar máquinas. Máquinas!! Eu só queria pensar. Eu só queria levantar e sair da cama sem ter que me apoiar nas paredes. Da próxima experimento a tal da Allegra só pra ver se alegra de verdade. 

O pior de tudo isso é tentar produzir alguma coisa o dia todo. O dia passou como um borrão, enquanto eu me agarrava em textos dos quais agora não me recordo de uma só palavra que li. Oh maldito desequilíbrio da mente que corrompe o corpo! Mas agora começo a me sentir menos cambaleante, embora a cabeça ainda caia vagarosamente para o lado ou para frente enquanto escrevo. Mas o que eu queria mesmo era agradecer. Agradecer as pessoas que ainda me suportam nesses dias de humor infernal. Agradecer as pessoas reais e imaginárias presentes na minha vida. Obrigada por ainda tentar! Obrigada por tudo! Obrigada por nada!

2 comentários:

Jonatan Strange disse...

quando você está ruim, teus textos são melhores... e sempre lembre de agradecer, mesmo que não saiba o porquẽ.

Melhoras (ou pioras para melhores textos)

poetamatematico disse...

disponha