segunda-feira, 21 de junho de 2010

Como? Não sei como... eu só sei.

Ainda tentando responder a famigerada pergunta "Quem é você?", hoje vou falar sobre o feeling. Bem, essa palavra inglesa já está entranhada no nosso vocabulário. Isso porque na língua portuguesa não existe uma palavra que denote toda a intensidade do feeling, assim como no francês não existe uma palavra para a Saudade, que é pobremente representada pelo verbo manquer que significa faltar. Logo, para dizer que você está com saudade de alguém você diz "Tu me manque" (literalmente a tradução seria "Você me falta"). Enfim, voltando ao feeling. O que é isso?

O feeling é a capacidade de sentir uma situação. Ele pode ser compreendido como uma percepção mais aguçada, ou uma sensibilidade. Há quem diga que ele também é um pressentimento, um presságio ou uma suspeita. Na música, por exemplo, o feeling é a capacidade de expressar musicalmente sentimentos, emoções etc., como se faz no blues. O feeling é tudo isso, e eu acho que mais um pouco.

O que isso tem a ver com a pergunta? Então, tem tudo a ver. Todos temos feelings de vez em quando, mas eu os tenho constantemente. Quase sempre... Sempre... Talvez por isso eu acabe por ignorá-los muitas vezes, porque acho apavorante "saber". Esse lance de "saber" se algo será bom ou ruim, ou se vai acontecer algo com você, ou até mesmo intuir alguma ação que você ou outra pessoa fará etc., tudo isso me deixa arrepiada. Obviamente, isso só me apavora quando o feeling é ruim, ou contraditório a alguma coisa que eu deseje. Quando é bom, é bom!

Nesse fim de semana eu tive um feeling que me dizia que eu não devia me preocupar como nada, e que tudo daria certo no final. Eu tinha trocentas coisas para estudar, listas de exercício pra fazer e pensar nos preparativos pra viagem. Como ainda não estou 100% por causa da gripe/ressaca moral do meu aniversário, eu comecei a me apavorar. Junto com tudo isso veio a insônia, a tpm e a enxaqueca... ui delícia! No entanto, lá estava o feeling. Tê-lo é uma coisa, acreditar nele é outra. Mas eu acreditei. Eu estudei, óbvio! Fiquei horas com o bumbum na cadeira, mas quando sentia que devia parar eu simplesmente parava. Mesmo assim eu ficava com aquela sensação de que não ia dar conta, me sentia quase como jogando roleta russa. E era nesse ponto que eu queria chegar.

Eu sou o tipo de pessoa que apesar de todos os feelings ainda tenta fazer o oposto. Eu costumo me estressar desnecessariamente. Eu me consumo por não confiar mais no meu taco, por assim dizer. Mas olha que maravilha! Eu também sei confiar em mim mesma! Esse final de semana deu certo, podia não ter dado, mas e daí? Eu ainda tenho muitas coisas para fazer, mas as metas para a segunda foram quase cumpridas. E isso em lembra que eu preciso dormir. Hoje já é segunda! Mas eu tenho um bom feeling... E você?

2 comentários:

Jonatan Strange disse...

Whooooau! I feel good(pananananammm), I knew that I would now(pananananammm)
I feel good(pananananammm), I knew that I would now(pananananammm)
So good(pam pam), so good(pam pam), I got you (pam pam pam pam pam)

:)

poetamatematico disse...

Meu mestre dizia que esse feeling está em toda as pessoas. É uma conexão com coisas que não podem ser explicadas, apenas vividas e sentidas...

Ele dizia que há três forças em conflito em cada decisão tomada pela intuição: a sagacidade, ou capacidade de sair do imobilismo; a verdade, ou constatação sobre a natureza da transformação; e a tranqulidade, que a satisfação do desejo de mudar ou tomar uma decisão.

Essas três forças têm componentes interligadas com outras três, que são as que movem o universo. Resumindo, estar em conexão consigo mesmo e com o universo que há em si, é a chave para estar em conexão com o cosmos e, por conseguinte, com nossa capacidade de transformação...

Conseguir sentir isso mostra que você é especial, já que implica em conhecer-se. Logo, essa busca pela resposta a "quem é você" tem uma chance muito boa de ter resposta se vc der valor ao que diz o seu feeling...

Mas deixando a filosofia oriental de lado, vamos ouvir o que os Beatles têm a dizer sobre isso, hehehe

http://www.youtube.com/watch?v=tRcsu5Rkl3E&feature=related